‘Serei sempre leal a Bolsonaro’, afirma Tarcísio após desentendimentos

Notícias Políticas

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), reafirmou sua lealdade ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) após os recentes desentendimentos entre eles. Tarcísio, que foi ministro no governo de Bolsonaro e recebeu seu apoio nas eleições de 2022, enfatizou que sempre será grato e leal ao ex-presidente.

Fonte: otempo

Em declarações durante uma agenda em São Paulo, Tarcísio destacou que é normal haver divergências em pontos específicos, como no caso da reforma tributária. Ele ressaltou que, mesmo quando era ministro, expressava suas opiniões de forma respeitosa, mesmo quando discordava de Bolsonaro. O governador reiterou que sempre teve uma lealdade muito grande e que os pontos levantados sobre a reforma já haviam sido discutidos anteriormente com o ex-presidente.

Embora não seja filiado ao PL, Tarcísio participou de uma reunião do partido na última quinta-feira, onde a reforma tributária foi discutida. Durante sua defesa em apoio à pauta, enfrentou hostilidades de aliados de Bolsonaro. Antes disso, os dois líderes políticos já haviam se reunido a portas fechadas no mesmo dia.

Fonte: UOL

Na quarta-feira (5), o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, fez uma aparição ao lado do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, expressando apoio à reforma tributária e afirmando que São Paulo seria um “parceiro” no assunto. Ele também declarou concordar com 95% do texto da reforma. Por outro lado, o presidente Jair Bolsonaro estava irredutível em sua posição contrária à reforma tributária.

Essa aparição de Tarcísio em defesa do texto ao lado de um ministro do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aumentou a irritação de Bolsonaro. Lula e Bolsonaro são conhecidos por serem inimigos políticos declarados. Embora Tarcísio tenha sido eleito na onda bolsonarista, ele tem demonstrado abertura para o diálogo com os atuais gestores federais.

Durante uma reunião do PL, Bolsonaro admitiu que ficou “chateado” com Tarcísio após o encontro com Haddad. O presidente mencionou que muitas pessoas também ficaram chateadas com o governador. Vídeos vazados da reunião mostraram o clima acalorado entre os presentes.