“Bolsonaro está isolado”, afirma presidente do Republicanos, partido de Tarcísio de Freitas

Notícias Políticas

O presidente do Republicanos, Marcos Pereira, intensificou suas críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL) após o desentendimento deste com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), em relação à Reforma Tributária.

Pereira, que também é deputado federal por São Paulo e apoiou Bolsonaro em sua tentativa de reeleição, classificou o presidente como um líder de extrema direita e ressaltou que ele está cada vez mais isolado.

Fonte: Republicamos

“Os episódios de hoje não isolam Bolsonaro, porque ele já se isolou e vem se isolando por conta de seu próprio comportamento. Ele entregou a eleição para o Lula por causa de seu comportamento. Vem se isolando quando entra em conflito com o Judiciário, quando desde o início de seu governo briga com o Parlamento, quando é contra a vacina”, declarou Pereira.

Durante a votação da reforma, Pereira apoiou e votou a favor da proposta, assim como Tarcísio de Freitas, que também a defendeu. No entanto, durante uma reunião no PL, enquanto o governador expressava seu apoio ao texto, ele foi interrompido por Bolsonaro, seu padrinho político, que afirmou que o projeto não seria aprovado se o PL estivesse “unido”.

Fonte: EI País


O presidente do Republicanos também ressaltou que a sociedade brasileira é equilibrada e de centro, não se limitando apenas à direita ou à esquerda. Ele enfatizou que os brasileiros são um povo pacífico.

“Somos um partido de centro-direita, enquanto Bolsonaro é de extrema direita. Os extremos, tanto a extrema esquerda quanto a extrema direita, prejudicam a sociedade. O governador é de centro-direita, não é radical”, afirmou o líder do partido.

Enquanto isso, nas redes sociais, Bolsonaro divulgou uma nota criticando o apoio do ex-presidente Lula à reforma tributária e instou os parlamentares eleitos com a bandeira de “Deus, Pátria, Família e Liberdade” a votarem contra a PEC da Reforma Tributária proposta por Lula.