Polícia Civil de São Paulo prende pastor suspeito de homicídio e ocultação de cadáver de mulher do Piauí

Notícias Policiais

A prisão de Antônio de Sousa foi resultado de uma investigação conjunta entre a Superintendência de Operações Integradas e a Diretoria de Inteligência da Polícia Civil. O suspeito, que tinha 68 anos, foi preso preventivamente sob a acusação de assassinar e ocultar o corpo de Maria Francisca Pereira, ocorrido em abril de 2012 na cidade de Colônia do Piauí.

Fonte:

A ação ocorreu nesta sexta-feira (07) na cidade de Embu-Guaçu, localizada a 44 km da capital São Paulo. Antônio de Sousa, que atuava como pastor, estava foragido há 11 anos e é também suspeito de envolvimento em outros dois homicídios, um em São Paulo e outro na cidade de Picos, no Piauí. O trabalho conjunto das autoridades possibilitou sua captura e o encaminhamento para as medidas legais cabíveis.

Fonte: Globo

A prisão de Antônio de Sousa, suspeito de cometer o brutal assassinato de Maria Francisca Ferreira, faz parte da “Operação Lembrados”. Após cometer o crime, o suspeito incendiou o corpo da vítima e fugiu para o estado de São Paulo, onde permaneceu em paradeiro desconhecido por mais de 10 anos. A prisão foi efetuada pela Polícia Civil de São Paulo.

O caso envolve o assassinato de Maria Francisca Ferreira, uma mãe de sete filhos, cujo corpo foi encontrado em avançado estado de decomposição em abril de 2012, na região de Marcolândia, Sul do estado do Piauí. No local do crime, foram encontradas uma faca e as roupas da vítima totalmente carbonizadas. A violência do crime foi evidente, com indícios de que o crânio da vítima tenha sido parcialmente arrancado por golpes de facão ou foice.

A prisão de Antônio de Sousa demonstra o compromisso das forças de segurança do Piauí em cumprir mandados de prisão, independentemente do tempo decorrido ou do local onde os crimes foram cometidos. O Diretor de Inteligência da SSP/PI, delegado Anchieta Nery, enfatizou a importância dessa operação e a determinação em levar os responsáveis por crimes à justiça.