“Mônica comemora terceira convocação para Copa do Mundo: ‘Um recomeço'”

Notícias do Mundo

A zagueira Mônica, de 36 anos, está se preparando para sua terceira participação na Copa do Mundo feminina e compartilhou seus sentimentos em relação a essa convocação. Atualmente concentrada com a Seleção Brasileira na Austrália, a jogadora veterana expressou sua gratidão e o significado especial que essa oportunidade representa. Para Mônica, essa convocação é um recomeço e uma chance de vivenciar momentos incríveis no futebol feminino, que tem crescido a cada dia. Ela enfatiza a gratificação de poder compartilhar essa experiência com suas companheiras de equipe.

Fonte: Globo Esporte

A inclusão de Mônica na equipe que irá disputar a Copa do Mundo foi uma das grandes surpresas da lista divulgada pela técnica Pia Sundhage, especialmente considerando que a jogadora foi convocada apenas três vezes durante este ciclo. Apesar de sua ausência recente, a vasta experiência da zagueira foi um fator determinante para sua convocação, e ela destaca como essa experiência pode beneficiar as demais jogadoras do time. Mônica acredita que sua vivência em diferentes contextos futebolísticos lhe proporcionou maturidade e a capacidade de encontrar soluções em diferentes situações de jogo.

Ela enfatiza a importância de manter a calma e a tranquilidade, respirando nos momentos-chave da partida. Mônica ressalta que, em alguns momentos, a equipe terá o controle da bola, enquanto em outros momentos não terá, e que a chave é estar preparado para lidar com todas as situações. A experiência que Mônica traz para o grupo serve como um lembrete de que as coisas acontecerão, mas nem sempre no momento desejado, e é importante estar preparado para enfrentar esses desafios quando surgirem.

Fonte: Gazeta do Povo

Apesar da experiência ser um fator relevante na Seleção Brasileira feminina, a presença de jogadoras estreantes também desempenha um papel fundamental. Das 23 convocadas por Pia Sundhage para a Copa do Mundo, 11 estarão vivenciando o torneio pela primeira vez. Para Mônica, essa combinação de gerações é crucial para o grupo, que se encontra em perfeita sintonia e em um ambiente descontraído.

A zagueira ressalta a harmonia existente entre as jogadoras mais experientes e as mais jovens, destacando que isso está funcionando perfeitamente. Ela enfatiza que o ambiente é extremamente acolhedor, onde todas se sentem em casa e à vontade, tanto com a comissão técnica quanto com as colegas de equipe. Mônica expressa sua imensa felicidade em fazer parte desse momento e desfrutar desse ambiente positivo durante a competição.