PF abre investigação sobre financiadores do garimpo ilegal em Roraima

Notícias Policiais

A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira (10/7) a Operação Frutos do Ouro, com o objetivo de investigar um grupo suspeito de estar envolvido na apreensão de mais de 5kg de ouro no Aeroporto de Boa Vista/RR em 2019, o qual teria movimentado cerca de R$ 80 milhões.

Fonte: UOL

A operação conta com a participação de mais de 30 policiais, que estão cumprindo cinco mandados de busca e apreensão em Boa Vista-RR e São Paulo/SP, expedidos pela 4ª Vara Federal Criminal da Justiça Federal em Roraima.

As investigações tiveram início a partir da identificação de um suspeito que tentou embarcar com mais de 5kg de ouro no Aeroporto de Boa Vista, com destino a Campinas/SP.

Fonte: PT


Durante o inquérito policial, foi identificada uma rede dedicada à exploração ilegal de ouro na Terra Indígena Yanomami, além de práticas de lavagem de dinheiro.

Uma joalheria sediada em São Paulo, com mais de R$ 50 milhões em movimentações financeiras, teria enviado recursos ao suspeito apontado como responsável pelo ouro apreendido em 2019. Outro indivíduo suspeito receberia salários de aproximadamente R$ 5 mil, porém, teria movimentado mais de R$ 15 milhões.

O grupo também estaria utilizando uma empresa de comércio de frutos do mar em Boa Vista/RR para realizar transações financeiras relacionadas à aquisição do ouro.