Polícia afirma que filhos de PM torturaram e mataram tenente aposentado em SP

Notícias Policiais

Líder criminoso ligado ao PCC tortura e mata tenente aposentado em SP: filhos de PM envolvidos

Welington Aquino dos Santos, conhecido como Salete, de 35 anos, é descrito como um indivíduo violento, com histórico de múltiplas reincidências criminais e conexões com o Primeiro Comando da Capital (PCC). Ele é o líder da quadrilha responsável por torturar, sequestrar e assassinar o tenente aposentado da Polícia Militar, Ricardo Boide, de 52 anos, na noite do dia 4, na região metropolitana de São Paulo. Dois dos cúmplices que participaram do crime são filhos de policiais militares.

O grupo invadiu a residência de Boide em Itapecerica da Serra. Ao se depararem com a farda do oficial, os assaltantes passaram a torturá-lo na frente de sua família, utilizando facas, coronhadas, choques elétricos, socos e chutes, devido à sua condição policial. Os criminosos sequestraram a vítima e a executaram com tiros em uma área rural.

Fonte: UOL

Quatro assaltantes, incluindo Salete, foram presos, sendo que dois deles são filhos de um sargento reformado da Polícia Militar. Segundo as investigações conduzidas pelo delegado Hélio Bressan, titular da Seccional de Taboão da Serra, o líder da gangue havia liderado uma série de assaltos em dois condomínios localizados no município vizinho de Embu das Artes, dias antes de invadir a residência do tenente.

No dia 29 de junho, Salete e sua quadrilha invadiram o condomínio Quinta da Cachoeira. Armados, inclusive com uma espingarda, eles entraram na casa de número 2, agrediram o morador e aterrorizaram seus dois filhos menores. Os criminosos roubaram itens como celular, videogame, notebook, relógio de pulso, roupas e bonés.

Fonte: Metrópoles

Na residência de número 20, os criminosos agiram com extrema violência. O proprietário, um homem de 63 anos, tentou impedir a entrada dos assaltantes e acabou levando um tiro no rosto. Ele foi imediatamente levado em estado crítico para o Hospital Regional de Cotia. Parte dos assaltantes estava usando máscaras ninja. Além de roubar objetos de valor das casas, o grupo exigia dados bancários e senhas das contas correntes das vítimas para realizar transferências via Pix através de aplicativos móveis. Os criminosos também utilizavam maquininhas de cartão adquiridas em nome de terceiros (“laranjas”). Assim que o morador foi ferido, o bando fugiu do local.

A polícia militar foi acionada e conseguiu prender Jhonatan de Souza Ferraz Paz, de 27 anos, o motorista que deu fuga aos comparsas. Uma das vítimas reconheceu Salete como o assaltante que o ameaçou de morte e o obrigou a fornecer a senha bancária.

De acordo com a Polícia Civil, em 19 de junho, Salete e outros oito ladrões invadiram o condomínio Jardim dos Ipês, também em Embu das Artes, onde roubaram duas residências. As vítimas foram amarradas durante o crime. O bando realizou várias transferências via Pix e levou joias, telefones celulares e outros objetos de valor.