EUA conquistam seu quarto título mundial e alcançam oito pódios no Mundial feminino

Notícias do Mundo

Os Estados Unidos têm sido dominantes na história do Mundial feminino de futebol, conquistando metade de todos os títulos e alcançando o pódio em todas as oito edições da competição, que teve início em 1991.

Fonte: noticiasaominuto

Enquanto a versão masculina da Copa do Mundo é disputada desde 1930, as mulheres tiveram que esperar 61 anos para competir no mais alto nível, e as jogadoras norte-americanas mostraram sua presença desde o primeiro dia, conquistando o título na edição inaugural, realizada na China.

Após a vitória em 1991, comandada por Anson Dorrance, a seleção feminina dos Estados Unidos voltou a conquistar o título em 1999, jogando em casa e liderada por Tony DiCicco. Após três edições sem sucesso, elas alcançaram o tricampeonato em 2015, no Canadá, e o tetracampeonato em 2019, na França, ambas sob o comando de Jill Ellis.

Ao longo desse período, a equipe norte-americana, que nunca perdeu a liderança no ranking do torneio, conquistou o terceiro lugar por três vezes: em 1995, na Suécia; em 2003, quando foi anfitriã pela segunda vez consecutiva; e em 2007, na China. Além disso, elas terminaram em segundo lugar em 2011, na Alemanha.

Fonte: Wiki


Além dos Estados Unidos, apenas outras três seleções conquistaram o título mundial no futebol feminino. A Alemanha foi bicampeã em 2003 e 2007, a Noruega venceu a segunda edição em 1995, e o Japão foi campeão em 2011.

As jogadoras norte-americanas dominam tanto o histórico da Copa do Mundo quanto o dos Jogos Olímpicos. Diferentemente do torneio masculino, onde nem todas as seleções utilizam seus melhores jogadores, no futebol feminino todas as equipes competem com suas principais atletas.

Nos Jogos Olímpicos, em sete edições do torneio feminino, os Estados Unidos conquistaram quatro medalhas de ouro, em 1996 e consecutivamente em 2004, 2008 e 2012. Além disso, obtiveram uma medalha de prata em 2000 e um bronze em 2020. A única vez em que não conquistaram uma medalha foi em 2016, quando foram eliminadas nos quartos de final pelos pênaltis diante da Suécia.

No Mundial, os Estados Unidos começaram com o pé direito, vencendo a primeira edição com seis vitórias em seis jogos. Durante o torneio, registraram duas goleadas (7-0 contra Taiwan e 5-2 contra a Alemanha) antes de vencerem a Noruega por 2-1 na final, com dois gols de Michelle Akers-Stahl, artilheira do torneio com 10 gols.