Dia Mundial da Malária: Diretor da OPAS destaca a necessidade de intensificar esforços para alcançar populações em situação de vulnerabilidade

Notícias do Mundo

Washington D.C., 25 de abril de 2023 (OPAS) – No Dia Mundial da Malária, o Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Dr. Jarbas Barbosa, destaca a importância de intensificar os esforços para alcançar populações em situação de vulnerabilidade, como comunidades indígenas, migrantes e áreas remotas, que são afetadas de maneira desproporcional pela doença.

Apesar do aumento no número total de casos de malária na região entre 2015 e 2019, os esforços em direção à eliminação nos 18 países endêmicos têm apresentado resultados positivos, com uma redução de 13% nos casos relatados em 2021, totalizando 520 mil casos.

O número de mortes também diminuiu de 197 em 2019 para 120 em 2021, graças à melhoria na gestão de casos nos países com maior carga da doença. O diagnóstico e tratamento precoces continuam sendo fundamentais para prevenir a mortalidade e reduzir a transmissão da malária.

Fonte: OPAS

“Temos as ferramentas necessárias para fornecer intervenções altamente eficazes de diagnóstico, tratamento e prevenção às populações, mas é crucial intensificar nossos esforços e adaptar as respostas de acordo com cada contexto”, afirmou o diretor em uma mensagem de vídeo para celebrar o Dia Mundial da Malária.

Para garantir isso, os países devem “envolver as comunidades locais, fortalecer a atenção primária de saúde e assegurar um financiamento sustentável”, acrescentou.

Em 2018, o Paraguai foi certificado como livre da malária, seguido pela Argentina em 2019 e El Salvador em 2021. Belize também está no caminho para receber a certificação, após três anos sem registros da doença.

Fonte: Sesab

A malária é uma doença aguda causada pelo parasita Plasmodium, transmitido pela picada do mosquito Anopheles infectado. Os sintomas, que incluem febre, dor de cabeça e calafrios, aparecem de 10 a 15 dias após a picada e podem variar de leves a graves. Se não forem tratados, podem levar a complicações graves e até mesmo à morte.

A falta de disponibilidade de serviços de combate à malária em áreas remotas endêmicas continua afetando a resposta eficaz à doença. O tema do Dia Mundial da Malária de 2023, “Chegou a hora de alcançar zero malária: investir, inovar, implementar”, destaca a importância crítica de intervenções sustentáveis adaptadas para alcançar essas comunidades vulneráveis.

Para garantir um progresso consistente, a OPAS recomenda a implementação de ações baseadas em evidências que abordem as realidades locais. A geração de dados detalhados é fundamental para compreender a dinâmica da transmissão local e projetar intervenções adequadas.