“Delegado afirma que homem confessou ser responsável por atirar garrafa que resultou na morte de torcedor palmeirense”

Notícias Policiais

O delegado Cesar Saad, do Departamento de Operações Policiais Estratégicas da Polícia Civil (Dope), revelou que o torcedor do Flamengo, que foi detido, confessou ter arremessado a garrafa que resultou na morte de Gabriela Anelli, torcedora palmeirense. A declaração foi feita durante uma entrevista ao programa Brasil Urgente, da Band. O delegado afirmou que o suspeito inicialmente confessou o ato e posteriormente mencionou que jogou pedras de gelo nos torcedores do Palmeiras. As imagens captadas comprovaram os fatos relatados.

Fonte: Goal


De acordo com o delegado Cesar Saad, as câmeras externas do Allianz Parque registraram por volta das 17h30 a chegada de quatro vans de torcedores do Flamengo no portão de acesso dos visitantes. Ali teria ocorrido a provocação e xingamentos. Os torcedores desceram e, apesar de haver uma divisória, houve uma brecha onde começou a discussão que culminou na morte da torcedora palmeirense após o arremesso da garrafa.

Fonte: Globo

O torcedor preso, que é do Rio de Janeiro e veio a São Paulo para assistir ao jogo, não tinha passagem pela polícia. Ele é ex-integrante de uma torcida organizada do Flamengo, porém, a polícia atua com imparcialidade independentemente dessa associação. O indivíduo está sendo tratado como criminoso e responderá por homicídio devido à prática de violência dentro do estádio.