Darlan Romani conquista medalha de ouro com índices para o Mundial e Olimpíada no Troféu Brasil

Notícias do Mundo

Darlan Romani, campeão mundial indoor do arremesso de peso, começou o ano com excelentes resultados ao atingir os índices necessários para o Mundial de Budapeste e para os Jogos Olímpicos de Paris-2024. No Troféu Brasil Interclubes de Atletismo, realizado em Cuiabá, Darlan conquistou a medalha de ouro no arremesso de peso pela 11ª vez consecutiva. Ele obteve uma sequência impressionante de arremessos, alcançando a marca de 21,58m em sua segunda tentativa e 21,55m na terceira.

Com esses resultados, Darlan superou os índices exigidos de 21,40m para o Mundial de Budapeste e 21,50m para os Jogos de Paris. O atleta expressou sua satisfação com os índices alcançados e agora está discutindo com seu treinador, Justo Navarro, os próximos passos da sua preparação. Ele mencionou a possibilidade de competir no Sul-Americano de Atletismo, que ocorrerá de 28 a 30 de julho em São Paulo, antes de decidir sobre sua participação na Europa.

Darlan, que tem 32 anos e representa o Praia Clube, o Exército e a Futel-MG, destacou que está animado com os resultados e está focado em sua preparação para o Mundial. Ele também mencionou a importância de conversar com sua equipe técnica para definir a melhor estratégia visando a competição na Hungria, que será realizada de 19 a 27 de agosto.

Com mais uma vitória e o atingimento dos índices, Darlan Romani reafirma sua posição como um dos principais atletas do arremesso de peso no cenário mundial e representa o Brasil com excelência.

Fonte: Diário Carioca

Após conquistar o primeiro lugar no Ranking Brasileiro, Darlan Romani expressou sua gratidão ao público e destacou a ótima atmosfera do estádio durante o Troféu Brasil Interclubes de Atletismo. O atleta dedicou um tempo após a competição para interagir com os fãs, distribuindo autógrafos e tirando selfies. Ele também ressaltou a presença de um grande número de espectadores e elogiou as condições climáticas agradáveis, com uma temperatura de 26 graus.

Darlan, representante do Praia Clube, sagrou-se campeão mundial indoor em 2022, em Belgrado, na Sérvia, estabelecendo o recorde sul-americano de 22,53m. Sua última competição havia sido o Campeonato Mundial de Oregon, nos Estados Unidos, em agosto de 2022, onde mesmo enfrentando uma lesão na perna, conquistou a quinta colocação. Ele também obteve o quinto lugar nas Olimpíadas do Rio-2016, e ficou em quarto lugar nos Jogos de Tóquio-2021 e no Mundial de Doha.

Neste ano, Darlan enfrentou uma lesão no ombro direito, o que exigiu tratamento e cautela em seu retorno às competições. Porém, sua dedicação e perseverança o levaram a alcançar excelentes resultados no Troféu Brasil, assumindo a liderança do Ranking Brasileiro. O multicampeão demonstra que está determinado a seguir representando o Brasil com maestria e busca se destacar tanto no cenário nacional quanto internacional.

Fonte: Wiki

No arremesso de peso masculino, Welington Silva Morais, conhecido como Maranhão e representante do Pinheiros-SP, conquistou a medalha de prata com a marca de 20,18m. Logo atrás, Willian Denílson Venâncio Dourado, do Praia Clube/Exército/Futel-MG, ficou com o bronze ao alcançar a marca de 19,36m.

Nas finais dos 400m masculino, Lucas da Silva Carvalho, do Pinheiros-SP, sagrou-se campeão ao registrar o melhor tempo de sua vida, com 45.10s. Lucas expressou sua satisfação e afirmou que estava buscando superar seu recorde pessoal, visando uma melhoria para o Sul-Americano. Maxsuel dos Santos Santana, representante da Luasa Sports-SP, ficou com a medalha de prata ao marcar 45.75s, seguido por Vitor Hugo de Miranda, da Orcampi-SP, que conquistou o terceiro lugar com 46.06s.

Na final feminina dos 400m, Tiffani Marinho, da Orcampi-SP, conquistou o pentacampeonato do Troféu Brasil ao completar a prova em 52.24s. A atleta carioca de 24 anos expressou sua honra por mais uma medalha de ouro e pela vaga assegurada para o Sul-Americano. Tabata Vitorino de Carvalho, representante do IPEC-PR, levou a prata com o tempo de 52.36s, enquanto Jainy Suelen Barreto, do IEMA-SP, ficou com o bronze ao marcar 52.55s.

As conquistas dos atletas demonstram o alto nível de competição e o talento presente no Troféu Brasil, sendo uma oportunidade para os competidores mostrarem seu potencial e garantirem seu lugar em competições futuras.