Brasil busca pódio no primeiro dia de estreia no Mundial Paralímpico de Atletismo

Notícias do Mundo

A seleção brasileira paralímpica de atletismo fará sua estreia neste fim de semana no Mundial da modalidade, que está sendo realizado em Paris, na França, de 8 a 17 de julho. Os atletas brasileiros terão cinco oportunidades de conquistar medalhas já no domingo (9).

Com o maior número de competidores de sua história, o Brasil está presente no evento com um total de 54 atletas, sendo 36 homens e 18 mulheres. Essa marca supera o recorde anterior, estabelecido em 2019, em Dubai, quando o país foi representado por 43 competidores.

Fonte: UOL

A delegação brasileira desfilou no sábado (8) com 10 atletas durante a cerimônia de abertura, respeitando o limite de participantes estabelecido pela organização do evento. Petrúcio Ferreira, bicampeão paralímpico e mundial na prova dos 100m da classe T47, teve a honra de ser o porta-bandeira do Brasil. As competições serão realizadas no Estádio Charlety, mesmo local da cerimônia de abertura ocorrida no sábado.

Fonte: Twitter

No primeiro dia de competições do Mundial Paralímpico de Atletismo, o Brasil terá cinco oportunidades de conquistar medalhas. Na categoria do salto em distância para a classe T11, destinada a atletas com deficiência visual, Silvânia Costa e Lorena Spoladore têm chances de subir ao pódio. Outras chances de medalhas incluem Wanna Brito no lançamento de clube F37, Wallace dos Santos no arremesso de peso F55, e Emanoel Victor e João Victor no arremesso de peso F37.

Vinícius Quintino, de São Paulo, busca uma colocação no pódio na prova de velocidade conhecida como “Frame Running” ou “Petra”, disputada por atletas da classe T72 com paralisia cerebral.

Além disso, outros brasileiros competirão neste domingo, mas em provas eliminatórias. Christian Gabriel e Ricardo Mendonça nos 100m T37, Rayane Soares nos 100m T13, e Thalita Simplício e Jhulia Karol nos 400m T11.